Passar para o Conteúdo Principal

FicaVouga já abriu as suas portas

Co 722019   ficavouga abertura  2  1 1024 2500
Co 722019   ficavouga abertura  3  1 1024 2500
Co 722019   ficavouga abertura  4  1 1024 2500
Co 722019   ficavouga abertura  5  1 1024 2500
01 Agosto 2019

A FicaVouga abriu as suas portas no dia 31 de julho e o Espaço Severi encheu na primeira noite que teve como cabeça de cartaz os D.A.M.A. Com mais de 40 horas de música, o certame, que tem entrada gratuita, é um convite para descobrir Sever do Vouga através da música, artesanato e gastronomia.

Foi ao som dos bombos do Cedrim Boom que a Câmara Municipal de Sever do Vouga inaugurou a 29.ª edição da FicaVouga. Com um cartaz musical de elevada qualidade, com artistas do panorama nacional e muitos talentos da região, o certame, cuja duração foi reduzida para cinco dias, apresenta melhorias este ano, como explicou o presidente da Câmara Municipal, António Coutinho. “Temos um cartaz mais consistente e coeso que vai ao encontro de diferentes faixas etárias e gostos musicais. Além de atividades lúdicas e desportivas, o Espaço Criança foi alvo de melhorias e os pais têm à sua disposição diferentes atividades para os mais novos, fazendo desta uma festa para toda a família”, afirmou, aproveitando para agradecer a “todos os que participaram na organização da FicaVouga, ao longo dos anos, e que trabalham para que o evento continue vivo, a reunir a comunidade severense e a atrair visitantes”.

Presente na inauguração, Jorge Brandão, vice-presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), agradeceu o convite para testemunhar a dinâmica do Município e elogiou a estratégia de desenvolvimento do concelho adotada pelo Executivo Municipal nos últimos anos, destacando o trabalho desenvolvido pelo VougaPark-Centro de Inovação. “Sever do Vouga tem uma estratégia, atual e de futuro, de atração de investimento e de empresas inovadoras, que trazem conhecimento e novas competências para o território”, disse, revelando que se trata de uma prática que “gostaria de ver replicada em muitos outros municípios da região”. Jorge Brandão sublinhou, ainda, que, “ao associar esta estratégia à valorização dos recursos do território, como é o caso do mirtilo, EcoPista, rio Vouga, entre outros, é possível criar valor com atividades económicas diferenciadoras e inovadoras que atraem pessoas com competências e qualificações e que trazem novas dinâmicas à região”.

A FicaVouga continua até o dia 4 de agosto com os Sons do Minho (01/08), Piruka (02/08), Calema (03/08) e Ana Laíns, Mafalda Arnauth e Ricardo Azevedo (04/08). Todos os dias, à hora do jantar, os grupos da região animam a área da restauração e das tasquinhas. Os talentos locais, grupos, bandas e Dj’s, sobem ao palco Fora d’Horas, antes e depois dos cabeças de cartaz que atuam diariamente no palco principal. No domingo, a música começa pelas 16h00. A tradição tem lugar no Espaço Brasão, com a atuação das Bandas Filarmónicas (01/08) e dos Ranchos Folclóricos (04/08). Já as marchas de São João (03/08), das freguesias de Cedrim e Pessegueiro do Vouga, atuam no recinto dos espetáculos.

Além da música que se vai fazer ouvir nos diferentes palcos e espaços do recinto, a gastronomia, com a área de restauração e as tasquinhas das associações e bares, é outro dos atrativos, aos quais se soma o artesanato. A completar o programa, há atividades para todos os gostos. Destaque para as oficinas de desenvolvimento pessoal, o “Deixa a Tua Marca”, que decorrem diariamente, pelas 18h30, e este ano tem como tema a sustentabilidade ambiental. No dia 3, pelas 19h00, um espetáculo de FreeStyle, na EN 328, em frente ao recinto da FicaVouga, promete fazer subir a adrenalina. Entre as atividades permanentes, os mais novos poderão gastar a sua energia com as brincadeiras no “Espaço Criança”. Durante a FicaVouga, estará, ainda, a funcionar um balcão de votação do Orçamento Participativo, cujos projetos vencedores serão anunciados na noite de 4 de agosto.

Situado na entrada sul da Vila, o “Espaço Severi” reúne excelentes condições físicas para o bom funcionamento da FicaVouga que, pelo segundo ano consecutivo e através de uma parceria com a ERSUC-Resíduos Sólidos do Centro, Lda, recebe a classificação de EcoEvento, assumindo o compromisso de redução do impacte ambiental, através da gestão adequada de resíduos.

O Espaço Severi conta com um sistema de recolha seletiva para deposição de resíduos de embalagens provenientes do público e das entidades participantes. Os resíduos serão recolhidos e posteriormente encaminhados para as instalações da ERSUC, onde serão triados e enviados para reciclagem.

Contribuir para um melhor ambiente e sensibilizar a comunidade para a adoção de práticas ambientalmente sustentáveis é o objetivo da Câmara Municipal de Sever do Vouga.