Passar para o Conteúdo Principal

10 anos de uma biblioteca viva ao serviço da comunidade

Co 712019   aniversario biblioteca balanco  2  1 1024 2500
Co 712019   aniversario biblioteca balanco  3  1 1024 2500
Co 712019   aniversario biblioteca balanco  4  1 1024 2500
31 Julho 2019

Foram três dias de comemoração, com atividades dirigidas a diferentes faixas etárias. A Biblioteca Municipal de Sever do Vouga comemorou uma década de serviço público e provou mais uma vez ser um equipamento cultural vivo aberto à comunidade que serve.

Em dia de festa, o vice-presidente da Câmara Municipal de Sever do Vouga, Almeida e Costa, agradeceu a presença da comunidade, reforçando a importância da mesma no desenvolvimento das atividades. “Nada disto faria sentido sem as pessoas que participam nas atividades. A nossa comunidade possui uma excelente relação com este equipamento cultural que tem cumprido o nosso plano de atividades da melhor forma com diversas iniciativas, dirigidas aos bebés, crianças, jovens, pais e seniores”, afirmou, acrescentando que a biblioteca “é um espaço que acompanha a nossa população do nascer ao envelhecer e isso enche-nos de orgulho. O aniversário é da Biblioteca, mas quem está de parabéns é quem a mantém viva através da sua participação”.

A programação teve início com a já tradicional “Biblioteca de Pijama”, em que as crianças e jovens, dos seis aos 12 anos, de pijama e munidos de sacos cama, passam a noite entre livros e muitas atividades e animação. Este ano, o aniversário teve como convidada especial a ilustradora Margarida Botelho que, durante os três dias, dinamizou diferentes ações educativas.

Entre histórias e oficinas de expressão plástica, dirigidas às escolas e comunidade em geral, os bebés, crianças e jovens da nossa comunidade deram asas à sua imaginação. Os participantes conheceram melhor a realidade de outras infâncias, através da coleção “Poka Pokani”, que tem como protagonistas as crianças indígenas da reserva Xingu, no Pará, Brasil. Ao partilhar a sua experiência em comunidades de diferentes países onde se fala o português, bem como as histórias de crianças que vivem outras realidades, Margarida Botelho, trabalha com os mais novos a relação com o Ambiente e com os outros. “Estamos sempre a semear, não só novos leitores, mas também novos criadores, novos públicos, pensantes e fazedores”, afirma a ilustradora.

O encerramento da programação de aniversário foi uma verdadeira explosão de cores com duas sessões do “Big Bang Boom”, em que bebés, a partir dos nove meses, e crianças, até aos cinco anos, extravasaram a sua energia e imaginação numa sala especialmente preparada o para o efeito. As tintas vegetais ganharam vida no chão e nas paredes forradas com papel reciclado. Pais e filhos, juntos, num momento de interação e criatividade que contribui para estreitar os laços de afeto.

A coordenar as atividades da Biblioteca Municipal de Sever do Vouga, desde a sua abertura, em 2009, a bibliotecária Andreia Amorim orgulha-se do trabalho desenvolvido. “Temos feito um forte trabalho direcionado para a aquisição de hábitos de leitura e fruição da cultura, relacionados com a saúde e bem-estar da população. Queremos continuar a ser um organismo vivo que se adapta à evolução da nossa população e contribui para colmatar as necessidades das pessoas da nossa comunidade”, afirma.

Quem não teve oportunidade de participar na programação de aniversário, ainda vai a tempo de visitar a floresta de papel que nos transporta para a Amazónia, com pessoas retratadas em tamanho real, bem como ver as ilustrações e trabalhos plásticos, que integram a exposição “Poka Pokani”, de Margarida Botelho, que continua patente durante o Verão.