Passar para o Conteúdo Principal

Boia de salvamento por GPS vence final do concurso de ideias no VougaPark

Co 332019   concurso ideias negocios  20  1 1024 2500
31 Maio 2019

Foi em Sever do Vouga, no VougaPark-Centro de Inovação, que o Concurso Intermunicipal de Ideias de Negócios conheceu o seu projeto vencedor, no dia 29 de maio. O “Neptuno Speaker”, uma boia de salvamento guiada por GPS, apresentada por Estarreja, conquistou o primeiro lugar da iniciativa que reuniu as ideias de negócios desenvolvidas pelos alunos das escolas do Ensino Secundário da Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro (CIRA).

A ideia vencedora irá a Leiria, no dia 7 de junho, representar a Região de Aveiro no Concurso Regional de Ideias de Negócio nas Escolas, promovido pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC). O concurso, que procura capacitar os jovens, possui uma forte componente de mentoria qualificada. Na fase municipal, altura em que as ideias de negócios estão a ser desenvolvidas, profissionais de diferentes áreas transmitem importantes conhecimentos para quem quer transformar uma ideia em um projeto sustentável, contribuindo assim para a promoção de uma cultura empreendedora.

 

“É de louvar o esforço e o empenho de todos os envolvidos, professores, alunos e formadores, neste projeto que é um forte contributo para a capacitação dos nossos jovens”, afirmou o presidente da Câmara Municipal de Sever do Vouga, António Coutinho, no encerramento do concurso, deixando uma palavra final de incentivo aos participantes: “Agarrem os vossos sonhos, coloquem os vossos projetos em marcha e, seja na vossa empresa ou a trabalhar para outras pessoas, dediquem-se com força e empenho a perseguirem os vossos objetivos”.

 

Na final intermunicipal, que decorreu no dia 29 de maio, foi também reconhecido o mérito de outros projetos, como o “Eco Hornet Master”, propulsor pneumático para extermínio das colónias de vespas asiáticas, apresentado por Sever do Vouga (2.º lugar) e o “MHC-Magic”, uma tela que se aplica no chão das casas de banho, com sensores que emitem um alerta em casos de queda, de Oliveira do Bairro (3.º lugar).

 

Estiveram ainda a concurso, “Happy Car”, de Albergaria-a-Velha, um mecanismo que se aplica a um carrinho de supermercado e se acopla aos carrinhos de bebés, facilitando a mobilidade, “Arte Impressa”, de Aveiro, que visa permitir o acesso às Artes pelas pessoas invisuais, através de réplicas de obras em impressão 3D, e “CaseHit”, de Vagos, que consiste numa capa para o tablet, em cortiça. O júri, composto por representantes da Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro, Universidade de Aveiro, Associação Industrial do Distrito de Aveiro, empresa A. Silva Matos e Direção Regional do Centro do Instituto Português do Desporto e Juventude, não teve tarefa facilitada, como referiu Rosa Tomás, da CIRA, reconhecendo o empenho de todos os envolvidos.