Passar para o Conteúdo Principal

Portugal, Itália e Espanha trabalham em novo modelo pedagógico para o Ensino Profissional

Co 302019   erasmus  encontro urbino 1 1024 2500
30 Maio 2019

Uma nova metodologia de ensino e aprendizagem, que responda às reais necessidades das indústrias nas áreas da Metalurgia, Mecânica, Mecatrónica e Manutenção Industrial, está a ser desenhada por Portugal, Espanha e Itália. O projeto piloto “Do namoro ao casamento – uma prática de formação em contexto de trabalho com sucesso!” pretende atualizar o Catálogo Nacional de Qualificações, através da adoção de novos currículos a nível nacional.

 

Desde fevereiro do ano passado, a Câmara Municipal de Sever de Vouga, a Associação para a Educação e Valorização da Região de Aveiro (AEVA), através da Escola Profissional de Aveiro (EPA), a empresa A. Silva Matos Metalomecânica SA, o Instituto Politécnico de Porto e duas outras escolas profissionais, duas autoridades locais e duas empresas de Espanha e Itália trabalham com o objetivo de criar um perfil de competências ajustado às necessidades do tecido empresarial. A última reunião entre os parceiros do projeto, que surge no âmbito do Programa Erasmus+, na vertente das Parcerias Estratégicas para o Ensino e Formação Profissional, decorreu em maio, na cidade de Urbino (Itália). Durante o encontro, os parceiros analisaram as dificuldades e planearam os próximos passos do projeto que quer trazer uma nova abordagem ao Ensino Profissional.

 

Através da formação em contexto de trabalho, a capacidade instalada nas empresas será vertida por quem sabe fazer. Os “mestres de ofício” vão transmitir aos formandos competências técnicas ajustadas à realidade do mercado de trabalho, bem como outras competências transversais, cada vez mais valorizadas por quem contrata, como autonomia, iniciativa, saber ser e estar, comunicação e criatividade. Em junho, a empresa A. Silva Matos Metalomecânica recebe os primeiros formandos e depois será a vez da Benelli (Itália) e Gestamp (Espanha). A formação nas empresas visa recolher contributos para o novo modelo pedagógico que será certificado e validado através de uma plataforma digital.

 

Em desenvolvimento pelo Instituto Politécnico do Porto, a plataforma digital pretende fornecer mecanismos para auxiliar os usuários (professores e organizações) na realização das suas tarefas de avaliação, validação e certificação de competências dos alunos. Esta nova metodologia de ensino e aprendizagem será transmitida ao Ministério da Educação, com o objetivo de contribuir para a atualização do Catálogo Nacional de Qualificações, através da adoção dos novos currículos, a nível nacional.