Passar para o Conteúdo Principal

Sever Quinhentista traz animação cultural para toda a família

Imagem1 1 1024 2500
15 Abril 2019

O centro da vila de Sever do Vouga vai recuar no tempo com a V recriação histórica, “Sever Quinhentista”, nos dias 27 e 28 de abril, no âmbito da atribuição do Foral a Sever do Vouga, pelo Rei D. Manuel I (29 de abril). Uma organização da Câmara Municipal de Sever do Vouga, que conta com a colaboração da Associação de Artesãos e coletividades locais.

 

Durante o fim-de-semana haverá animação para toda a família. Gastronomia, música e dança da época, cortejos históricos, rábulas teatrais, jogos tradicionais, artes circenses e animação de rua fazem parte da programação. Para as crianças, um acampamento de petizes com diversas atividades e jogos. O Jardim do Lago será animado por saltimbancos, dançarinas orientais, gaiteiros e contadores de histórias que vão relembrar o tempo em que as lampreias eram usadas como meio de pagamento dos impostos. A animação está a cargo da Associação AlbergAR-TE em estreita articulação com a Câmara Municipal de Sever do Vouga.

 

Trata-se, como explica a autarquia severense, de uma iniciativa que conquistou a comunidade. “Esta recriação histórica, Sever Quinhentista, só é possível graças ao envolvimento das coletividades e da comunidade em geral que se empenha em vestir as personagens da época e participar nas atividades”, afirma o vice-presidente da Câmara Municipal de Sever do Vouga, Almeida e Costa, sublinhando a relevância do evento: “é uma iniciativa cultural que assinala um importante marco na construção da identidade do concelho e que, ao longo dos anos, tem suscitado um bonito sentimento coletivo de pertença ao território”, explica o autarca.

 

Ao longo dos dois dias, são mais de 30 atividades programadas, além da animação permanente. No sábado, dia 27 de abril, uma arruada com música marca a abertura do fim-de-semana. Destaque para a performance teatral “Voix de Ville” – Fadas Encantadas (14h00), desfile de abertura com os dignitários e população, seguida da leitura do Foral Manuelino e danças palacianas (15h00), danças populares Quinhentistas, com a comunidade (17h30), procissão noturna (21h00), concerto com Albaluna (22h00) e a tradicional queimada (23h00). No domingo, dia 28 de abril, cortejo histórico com leitura do Foral Manuelino e baile popular (15h30), bombos Santiago de Lobão (18h00) e concerto de encerramento com Neiva, Gaitas Serigaitas e Albaluna (19h30).

 

 

Programa

Sábado, 27 de abril

11h00 – Arruada com Música

Manhã – Animação de Rua 

13h00 – Folguedos nas Tabernas

14h00 – Voix de Ville - Fadas Encantadas

15h00 – Desfile de Abertura com os dignitários e população

15h30 – Leitura do Foral Manuelino, Poesia - comunidade

15h45 –Danças Palacianas

16h00 – Albaluna - gaiteiros e tamborileiros

16h30 – Inspirueta Circus

17h00 – Kopinxas - Teatro

17h30 – Danças Populares Quinhentistas – comunidade

18h00 – Malatitsh – equilíbrios e malabarismo

18h30 – Neiva – gaiteiros e tamborileiros

19h00 – Rábula teatral – Comunidade

19h30 – Arruada de bombos

20h00 - Folguedos nas Tabernas

21h00 - Procissão Noturna – ás Almas.

21h30 – Rábula Shakespeariana – “Severi”

22h00 - Concerto - Albaluna

23h00 – Queimada

23h15 – Inspirueta circus – espetáculo com fogo

 

Domingo, 28 de abril

11h00 - Arruada com Música

12h00 – Gaitas Serigaitas

13h00 - Folguedos nas Tabernas – Neiva e teatro - comunidade

14h00 - Inspirueta circus

14h30 – Albaluna

15h30 – Cortejo Histórico, Leitura do Foral Manuelino

16h00 - Baile Popular - comunidade

16h30 - Kopinxas - Teatro

17h00 - Música - comunidade

17h30 - Malatitsh – Equilíbrios e forças combinadas

18h00 – Bombos Santiago de Lobão

18h30 – Kopinxas - Teatro

19h00 - Inspirueta circus

19h30 – Concerto de encerramento – Neiva | Gaitas Serigaitas | Albaluna