Passar para o Conteúdo Principal

"FORO ÍNTIMO" VENCE FESTIVAL DE CINEMA PAISAGENS

Juri do festival    almeida e costa e antonio costa valente 1 1024 2500
11 Setembro 2018

Atribuídos prémios e menções especiais de filmes de 14 países

 

 

O filme “Foro Íntimo” do cineasta brasileiro Ricardo Mehedff acaba de ser distinguido com o Prémio Longa Metragem na segunda edição do “PAISAGENS, Festival Internacional de Cinema de Sever do Vouga”.

 

Inspirado em eventos reais, ‘Foro Íntimo’ navega sob as águas turbulentas que escondem a situação judiciária do Brasil. O filme acompanha 24 horas na vida de um juiz, refém do sistema legal e de criminosos que ele havia julgado.

 

O júri internacional, que atribuiu prémios a filmes de 14 países, foi constituído pelos cineastas David Rebordão, Joaquim Pavão, Manuel Paula Dias, Nelson Martins, pela cineasta guineense Aminata Embaló, pela videasta brasileira Gabriela Benedeti, pela investigadora iraniana Moghadeseh Rouhi, pelo design de som Duarte Costa, pela cinéfila Maria da Conceição e pelos jornalistas César Nóbrega e Inês Abreu.

 

O Júri atribuiu o Prémio Curta Metragem de Ficção ao filme austríaco “Nelly” de  Chris Raiber, e o Prémio Curta Metragem Portuguesa a “A Língua” de Adriana Martins da Silva. 

 

No campo do documentário o prémio para a melhor longa metragem foi para o filme espanhol “Peregrinos” do realizador italiano Simone Saibene, e o prémio curta metragem para “Do Limite da Sanidade” da realizadora Milana Majar da Bósnia-Herzegovina.

 

O Prémio Animação foi para “Avozinha” da realizadora canadiana Janice Nadeau, uma coprodução com a França.

 

Para além destes prémios, o Júri decidiu atribuir ainda Menções Especiais aos seguintes filmes:

 

“Invisible Moon”, de Vijitha Gunarathne (Sri Lanka);

“Rapsodia, labirinto do eu” de Antonio Del Rivero (México);

“Sonhos Longínquos no Equador” de Hamilton Trindade (Portugal, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe);

“Toxicity”, de Angelique Muller (Malta);

“Error 404”, de Mariana Wainstein (Argentina);

“Loop”, de Manuel Caeiro (Portugal);

“A berma”, de Alexandra Averyanova (Rússia).

 

Tendo reunido 32 filmes em competição, vindos de 21 países, este evento teve o seu início na passada sexta-feira dia 7, com uma homenagem à atriz Dalila Carmo, em cerimónia que decorreu no Centro de Artes e do Espetáculo com a presença de António Coutinho, Presidente do Município.

 

PAISAGENS, Festival Internacional de Cinema de Sever do Vouga, nasce com o empenho de colocar “O cinema no miradouro de Sever do Vouga”.

 

Na programação do Festival PAISAGENS um destaque particular para o concerto multimédia de Laurent Rossi “Uma História da Trompa”, o projeto “Operação Ophelia”, que pretendeu criar um programa diferente e inovador no sentido de ficarmos a conhecer melhor Sever do Vouga, e a apresentação do livro “O Mistério do Quarto Escuro” pela escritora Mariana Bento Lopes.

 

Acompanhando todo o festival e abertas até ao final de setembro, duas exposições permitem percorrer a carreira da atriz Dalila Carmo, patente no Centro de Artes e do Espetáculo e os desenhos que Cibele Saque criou para o livro “O Mistério do Quarto Escuro”, expostos na Galeria da Biblioteca Municipal..

 

PAISAGENS, Festival Internacional de Cinema é uma organização da Câmara Municipal de Sever do Vouga.