Passar para o Conteúdo Principal

Câmara Municipal reforça apoios na área social

Co 962018   subsidios coletividades  2  1 1024 2500
Co 962018   subsidios coletividades  3  1 1024 2500
03 Agosto 2018

A Câmara Municipal de Sever do Vouga atribuiu 172.400,00 euros às IPSS’s, coletividades e associações do Município. Ao todo foram 55 instituições contempladas, um número que aumentou face ao ano passado (53) e que, como congratulou a autarquia, reflete um “maior dinamismo da nossa comunidade”. A área social mereceu especial atenção, através de um reforço das verbas.

A cerimónia de entrega dos subsídios decorreu no dia 1 de agosto, no Salão Nobre da Câmara Municipal, e contou com a presença do presidente da autarquia severense, António Coutinho, que, mesmo de baixa médica, fez questão de estar presente. “Estou muito feliz. É com satisfação e orgulho que vejo a maior parte das associações a participar nesta cerimónia. O vosso trabalho é, para nós, muito importante na medida em que contribui para o desenvolvimento do nosso Município”, afirmou, acrescentando que “embora de baixa médica há seis meses, tenho acompanhado diariamente o trabalho da autarquia”, explicou, sublinhando que a ausência física não o distanciou do compromisso que é zelar pelo interesse dos severenses.

Este ano, a Câmara Municipal de Sever do Vouga reforçou os valores dos subsídios, em especial na área social. É exemplo disso a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários, contemplada com 25 mil euros, e as IPSS’s, com 11 mil euros cada uma. “O apoio dado nunca é o suficiente. Mas a verdade é que se trata de um grande esforço financeiro para o orçamento de um Município da nossa dimensão. Ainda assim, temos todo o gosto em transferir estas verbas e é com grande sentido de justiça que aplicamos os critérios para a definição dos valores”, explicou António Coutinho, referindo que das 55 associações contempladas, 38 tiveram um reforço de subsídio.

O presidente da Câmara Municipal de Sever do Vouga encerrou a sessão desejando a continuação de um bom trabalho a todas as associações, coletividades e IPSS’s presentes. “Os anos passam e alguns dos rostos são os mesmos, o que significa que há muitas pessoas que continuam a dar de si em prol da nossa comunidade. Continuem com o vosso trabalho e esperamos que continuem a surgir novas coletividades, o que para nós é significado de desenvolvimento”, concluiu, agradecendo o empenho de todos.

 A preservação da cultura e tradições, o impacto da ação no território, a captação de praticantes e visitantes, nas áreas desportivas e culturais, respetivamente, e ainda a colaboração na promoção e estímulo à economia local são alguns dos critérios de avaliação que a autarquia tem conta quando atribui os subsídios do Programa para a Concessão de Apoios ao Desenvolvimento Cultural, Social, Recreativo e Desportivo no concelho.