Passar para o Conteúdo Principal

Turismo em Sever do Vouga

Co 332018   turismo curso profissional aesv  1  1 1024 2500
25 Março 2018

Alunos desafiaram a pensar

o Turismo em Sever do Vouga

A realidade do Turismo em Sever do Vouga foi o tema do encontro organizado pela turma do 3.º ano do Curso Profissional Técnico de Turismo Ambiental e Rural do Agrupamento de Escolas de Sever do Vouga. A iniciativa, que decorreu na manhã de 23 de março, contou com testemunhos de empreendedores e da Câmara Municipal de Sever do Vouga, através do seu vice-presidente, Almeida e Costa, e de Graciela Figueiredo, responsável pelos Serviços de Turismo e Cultura.

 

Denise Oliveira, concessionária do Paradela Eco Café, abriu o encontro e partilhou a sua experiência empreendedora à frente de um espaço que, nos últimos anos, tem sido um dos cartões de visita do Município. Outro exemplo de empreendedorismo foi dado pelo “Villa de Paçô”, empreendimento turístico localizado na freguesia de Cedrim, da responsabilidade de Carlos e Kátia Silva, pai e filha.

 

Almeida e Costa sublinhou a importância de pensar o Turismo em Sever do Vouga de uma forma estratégica e integrada, em que os apoios comunitários são uma alavanca para a concretização de projetos. O autarca sublinhou a importância de trabalhar o Turismo em conjunto com outras atividades, como a Cultura e Gastronomia, sendo fundamental as parcerias, e falou sobre alguns projetos turísticos que a autarquia espera concluir nos próximos anos.

 

“A Câmara Municipal está empenhada em desenvolver o Turismo em Sever do Vouga. Queremos cativar os turistas e, além de divulgar o património histórico e paisagístico, promover os equipamentos e o nosso calendário de atividades”, afirmou o vice-presidente, aproveitando para disponibilizar o apoio da autarquia a todos os jovens presentes, quer no acolhimento de estagiários, quer no apoio a novos empreendedores.

 

Por sua vez, Graciela Figueiredo, que trabalha na área do Turismo há mais de duas décadas, fez uma contextualização do Turismo em Sever do Vouga e alertou para a necessidade da tomada de consciência de que todos somos responsáveis por manter o concelho com um alto nível de atratividade. A técnica destacou ainda a importância das marcas “Ria de Aveiro”, “Capital do Mirtilo” e “Montanhas Mágicas” para o posicionamento estratégico do concelho enquanto destino turístico de Portugal.